Marcus Siqueira é natural de Caratinga, M.G., estudou composição com Willy Corrêa de Oliveira - desde o período de graduação em violão erudito sob orientação de Edelton Gloeden - (CMU/ECA/USP), prosseguindo em aulas particulares (1993-2002).

 

Venceu e foi premiado em importantes concursos de composição no Brasil, além de receber três bolsas de criação musical mais significativas de seu país (Funarte - 2014 e 2008, Fundação Vitae - 2003 e RioArte  2001). Também recebeu importantes prêmios em trilhas para o Teatro e Cinema. 

 

No Brasil, as orquestras OSESP (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo), OSN (Orquestra Sinfônica Nacional), OFMG (Orquestra Filarmônica de Minas Gerais), Osusp (Orquestra Sinfônica da Universidade de São Paulo), a extinta OSRTC - Orquestra da Rádio e TV Cultura de São Paulo e OSUFRJ, OSU, sob regência de Joana Carneiro (Portugal), Lutero Rodrigues, Marcos Arakaki, Carlos Moreno, Lutero Rodrigues e Ernani Aguiar, Ricardo Bologna, respectivamente, estrearam algumas de suas obras para esta formação.

  

Suas composições têm sido tocadas por importantes intérpretes brasileiros e estrangeiros, em recitais e festivais no Brasil, Turquia, Colômbia, EUA, França, Portugal, Alemanha, Holanda, Espanha, Suíça, Inglaterra, Grécia e Itália. Destaque especial para Fabio Luz (piano), Lilian Tüzün Tonella (piano), Gilson Antunes (violão), Felipe Magdaleno (violão), Simona Cavuoto (violino), Daniel Murray (violão), Abstrai Ensemble, Camerata Aberta, Percorso Esemble, Icarus Esemble (Itália), Fabio Zanon (violão) Quinteto Latino (EUA) e Epifania Piano Trio, entre outros.

Realizou transcrições para a Banda Sinfônica do Estado de São Paulo e Orquestra Brasileira de Sopros de Tatuí com interpretação de Aylton Escobar e Dario Sotelo, respectivamente. ​

 

Participa regularmente como compositor nas Bienais de Música Contemporânea Brasileira (RJ e MT), Festival Música Estranha (SP), Festival Babel (PA) e no Festival Música Nova (SP), Festival Campos do Jordão (SP). Como professor e palestrante, participou dos Festivais de Ourinhos (SP), Vital Medeiros (SP), Festival de Inverno da Cidade de Prados (MG), dentre outros. 

 

Possui CDs gravados com obras solo, camerísticas e orquestrais (selo Paulus, Água-Forte, Selo SESC, entre outros). Possui trabalhos publicados com especial destaque para a OSESP Editora, Da Vinci (Osaka-Japão) e Editora Urbana.

Em janeiro de 2010, ministrou master classes sobre rítmica nos conservatórios de Bologna e Pesaro na Itália.

 

Em 2013, lançou dois CDs pelo Selo SESC: "Contraluz" - todo voltado para sua Música de Câmara - e "Ligeti+" com a obra "Kronos e Kairós, um retrato para Nancarrow & Ligeti", com interpretação do Percorso Ensemble.

Em 2014, lançou duas obras para o CD "3+2/SP" sob interpretação do Epifania Piano Trio (Simona Cavuoto, Alberto Kanji e Felipe Scagliusi): "Gli Occhi Trepidano Di Ilusioni (Trio) e "Espectros Pelos Jardins de Concreto" (Duo).

Em setembro de 2014, estreou sua obra Signo Sopro V, para violão amplificado e orquestra, com interpretação do renomado violonista Gilson Antunes e Orquestra Sinfônica da Unicamp (OSU), sob regência do maestro Ricardo Bologna.

Coordenou em 2014, as oficinas de Composição de Trilha Sonora do projeto CINE(POE)MAS, realizado pelas Oficinas Culturais do Estado de São Paulo, sob gerenciamento da POIESIS - Organização Social de Cultura.

 

Em 2015 participou do DVD áudio “Boulez+”, também pelo selo SESC, com a obra “A Onda” para violino e eletrônica em tempo real e diferido, a convite de Flo Menezes. Também, neste ano, participou do CD “Universos em Expansão” gravado pelo violista Daniel Murray, com a obra “Madrigal” para violão de 11 cordas e eletrônica em tempo real e diferido.

           

Como pedagogo, atuou no corpo docente da EMESP (Escola de Música de São Paulo), no Colégio Santa Cruz Colégio Oswald, onde desenvolveu um método próprio voltado à criação musical para crianças do Ensino Fundamental e Ensino Médio, respectivamente.

Lecionou no Curso Superior de Música (EAD - Licenciatura) da Faculdade Cantareira de 2014 à 2018 e atualmente ministra cursos livres de música na Itália, onde reside, com especial destaque para os cursos realizados em instituições como: Conservatorio Bruno Maderna (Cesena), Conservatorio di Musica Giovan Battista Martini (Bologna) e Conservatorio di Musica Arrigo Boito (Parma).

Foi assessor musical do Colégio Oswald de 2015/2018.

Possui um curso integrado de "Ritmica Avanzata" - Módulos I & II no Conservatorio di Musica Giovan Battista Martini (Bologna), desde 2018 e leciona violão clássico na Scuola Rossini di Cervia.

2020 marcussiqueira.com  - All rights reserved.